Vazamento de óleo faz Flórida declarar emergência

O governador Charlie Crist decretou hoje estado de emergência na Flórida. A medida é tomada no momento em que a mancha de um grande vazamento de óleo no Golfo do México se aproxima da costa desse Estado. Crist firmou a declaração do estado de emergência em meio a notícias de que a mancha de óleo chegará à costa da Flórida no começo da próxima semana.

AE, Agência Estado

30 de abril de 2010 | 14h24

A declaração afeta os condados de Escambia, Santa Rosa, Okaloosa, Walton, Bay e os da costa do Golfo. Com isso, a Flórida estará qualificada para receber auxílio federal para lidar com a situação. O vazamento começou pouco após a explosão, em 21 de abril, da plataforma Deepwater Horizon, de propriedade da Transocean, mas que operava para a BP.

Os especialistas ainda não conseguiram interromper o vazamento que, segundo estimativas de funcionários federais, lança cerca de cinco mil barris de óleo por dia no Golfo do México. A BP será considerada a responsável legal pelo vazamento e pela limpeza do óleo, segundo a Casa Branca. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.