Veja os principais trechos da messagem de Bin Laden

Leia a seguir os principais trechos da mensagem atribuída a Bin Laden e veiculada nesta quinta-feira pela rede de TV Al-Jazira. O texto, publicado em árabe no site da emissora sediada no Qatar, está endereçado ao povo americano."Minha mensagem para vocês é sobre as guerras no Iraque e Afeganistão e sobre como acabar com elas. Eu não pretendia ensinar isso a vocês porque isso já está definido. Apenas o metal quebra o metal, e a nossa situação, graças a Deus, está melhor a cada dia, enquanto a situação de vocês é o oposto disso. "Meu plano é falar sobre os repetidos erros que Bush comete em seus comentários a respeito das pesquisas que mostram que a grande maioria de vocês pedem a retirada das tropas americanas do Iraque. Mas ele (Bush) se opôs a esse desejo e disse que a retirada das tropas levaria uma mensagem equivocada aos oponentes, pois é melhor lutar contra eles (os seguidores de bin Laden) na terra deles do que ser atacados por eles na nossa terra (americanos)."Eu posso responder a esses erros dizendo que a guerra no Iraque e as operações no Afeganistão estão cada vez mais favoráveis a nossas tropas, graças a Deus, enquanto o Pentágono tem que lidar com um número crescente de mortos e feridos, sem mencionar a massiva perda de equipamentos, a destruição do moral dos soldados e a escalada de casos de suicídio entre eles. Vocês não podem imaginar o transtorno psicológico de um soldado que tem que juntar os restos de colegas esquartejados por minas terrestres. Depois de uma situação como essas, o soldado conta com apenas duas opções. Ou ele se recusa a participar das patrulhas e é punido brutalmente pelo exército ou é destruído pelas minas."Isso coloca o soldado sob pressão psicológica, medo e humilhação, enquanto a nação ignora o que está acontecendo. O soldado não tem outra opção senão suicidar-se. E essa é uma forte mensagem deixada por eles a vocês, escrita por sua alma, sangue e dor, para salvar o que pode ser salvo nesse inferno. Se vocês se importam com eles, a solução está em suas mãos."As notícias de nossos irmãos mujahideen (guerreiros sagrados) é diferente do que o Pentágono publica. Elas (as notícias dos mujahideen) e o que mídia publica é a verdade sobre o que está acontecendo no campo de batalha. E o que aprofunda a dúvida em relação às informações que vêm da Casa Branca é que o alvo dessas mentiras são as verdades reportadas pela mídia. Documentos comprovam que recentemente o algoz da liberdade (Bush) decidiu bombardear a sede da Al-Jazira no Qatar, após bombardear seus escritórios em Cabul e Bagdá."Ao mesmo tempo, a jihad (a guerra santa) está em andamento, graças a Deus, mesmo com todas as medidas opressivas adotadas pelo exército americano e seus agentes que mostram que não há diferenças entre seus criminosos e os criminosos de Saddam Hussein, chegando ao ponto de estuprar mulheres e pegando-as como reféns ao invés de seus maridos."(...)"E eu digo que apesar de toda essa barbaridade, eles não conseguiram quebrar a audácia da resistência. Os mujahideen, graças a Deus, estão crescendo em número e força - tanto é que reportagens apontam para a falência e a derrocada do quarteto Bush, Cheney, Rumsfeld e Wolfowitz. A declaração dessa derrota é apenas uma questão de tempo, dependendo em parte de quanto o povo americano conhece dessa tragédia. Os sensatos perceberão que Bush não tem um plano para fazer sua alegada vitória se tornar realidade."E quem compara o pequeno número de mortos do dia em que Bush anunciou o fim das grandes operações naquele falso e ridículo show a bordo de um porta-aviões com as centenas de mortos e feridos que resultaram das pequenas operações, saberá que o que eu falo é verdade. Isso tudo porque Bush e a sua administração têm suas próprias razões para não sair do Iraque."E para retornar ao ponto inicial, eu digo que os resultados das pesquisas agrada aqueles que são sensatos, e a oposição de Bush a eles é um erro. A realidade mostra que a Guerra contra a America e seus aliados não se limita ao Iraque. O Iraque se tornou apenas um ponto de atração e restauração de nossas energias. Ao mesmo tempo, os mujahideen, com a graça de Deus, conseguem repetidamente vencer todas as medidas de segurança adotadas pelos países aliados. A prova disso são as explosões que vocês viram nas capitais das nações Européias que formam essa agressiva coalizão. A demora para que uma ação similar ocorra na America não se deve a dificuldades para ultrapassar suas medidas de segurança. As operações estão sendo preparadas e vocês as verão no minuto em que estiverem prontas, com a permissão de Deus."(...)"Nós não nos importamos em oferecer a vocês uma trégua de longo termo sobre condições justas. Nós somos uma nação que Deus proibiu de mentir e trapacear. Assim os dois lados poderão ter segurança e estabilidade sob essa trégua para que nós possamos reconstruir o Iraque e o Afeganistão, ambos destruídos por essa guerra. Não há vergonha nesta solução que impede o gasto de bilhões de dólares que foram parar nas mãos daqueles que têm influência e aos comerciantes da guerra nos EUAN, os mesmos que ampararam a eleição de Bush com bilhões e bilhões de dólares - o que nos faz entender a insistência de Bush e sua gangue para continuar com essa guerra.(...)"Vocês tentaram nos impedir de ter uma vida digna, mas não serão capazes de nos impedir de ter uma morte digna. A melhor morte é sob as sombras da espada. Não sejam enganados por sua força e armas modernas. Elas ganham algumas batalhas, mas não a guerra. Paciência e persistência são muito melhores. Nós fomos pacientes ao lutar contra a União Soviética com armas simples por 10 anos. Nós fizemos a economia deles sangrar e hoje eles não são nada. "Nisso há uma lição para vocês".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.