Velório de Pinochet na Escola Militar será aberto ao público

O Exército decidiu nesta segunda-feira abrirao público as portas da Escola Militar, onde está sendo velado ocorpo de Augusto Pinochet, para que seusseguidores possam se despedir do ex-ditador chileno. No domingo, dia em que o ex-general morreu, foi anunciadoque apenas autoridades e parentes de Pinochet poderiam comparecer aovelório. Na entrada da Escola Militar foram colocadas cercas, por entreas quais os partidários do ex-militar poderão entrar a partir das 9 horas(10h de Brasília), assim como um livro de condolências. O cadáver de Pinochet foi levado na madrugada desta segunda, cincohoras depois do previsto, à Escola Militar, onde é velado com honras militares. O carro fúnebre com o caixão de Pinochet foi escoltado pormotoristas e carros policiais, enquanto ônibus com tropasantidistúrbios dos Carabineiros estavam posicionadas em pontosestratégicos do percurso, de cerca de dois quilômetros. O veículo mortuário foi acompanhado por vários carros quetransportavam os parentes e aliados mais próximos do ex-dirigente. De acordo com comunicado oficial do Governo e do Exército,Pinochet não receberá honras de Estado em seu funeral. O Exército,no entanto, renderá as honras previstas em seu regulamento para os ex-comandantes-em-chefe. A missa fúnebre será celebrada ao meio-dia de amanhã. Depois, ocadáver de Pinochet será cremado e suas cinzas entregue a suafamília, de acordo com informações do ministro Porta-voz do governo, Ricardo Lagos Weber.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.