Vencedor das eleições anuncia fracasso na tentativa de formar um governo

À frente da coalizão mais votada nas eleições de fevereiro na Itália, o centro-esquerdista Pier Luigi Bersani anunciou ontem que suas tentativas de formar um governo fracassaram. Com as declarações de Bersani, amplia-se a incerteza sobre o futuro da política italiana, em um delicado momento de fragilidade econômica. O líder qualificou de "inaceitáveis" as condições impostas a ele para formar um gabinete.

O Estado de S.Paulo

29 de março de 2013 | 02h05

O próximo passo será dado hoje pelo presidente da Itália, Giorgio Napolitano, que se reunirá com os líderes do novo Parlamento em busca de algum tipo de consenso capaz de garantir a governabilidade. Caso a mediação fracasse de vez, o mais provável é que um governo interino de tecnocratas assuma com tarefas específicas, como reescrever a lei eleitoral e cortar gastos do governo, tentando reduzir o déficit orçamentário. À frente do gabinete, seria colocada uma figura sem relação com as disputas partidárias que há um mês paralisam a Itália.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.