Venezuela adia eleições regionais

O Conselho Nacional Eleitoral (CNE) da Venezuela adiou as eleições regionais para 31 de outubro, informa Jorge Rodríguez, um dos cincos diretores do organismo. O CNE decidiu mudar a data do pleito, que estava previsto para 26 de setembro, alegando dificuldades técnicas para preparar o material e as equipes de votação. Nas próximas eleições serão escolhidos 23 governadores, 337 prefeitos e 249 deputados regionais. Em março passado, cerca de 140 candidatos a governador, tanto da situação como da oposição, apresentaram suas postulações ao CNE. As eleições regionais provocaram divisões entre os partidos que integram a coalizão opositora da Coordenadora Democrática (CD). Alguns setores da oposição garantiram participação no pleito, enquanto que outros anunciaram que ficarão distante da disputa até que sejam esclarecidas as "dúvidas" com relação ao referendo de 15 de agosto, do qual o presidente Hugo Chávez saiu vencedor por ampla maioria. O dirigente da oposição Américo Martín disse que a CD apresentará nos próximos dias um informe com as provas das supostas "fraudes" que teriam ocorrido no referendo revogatório.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.