Venezuela ameaça interromper exportação de petróleo para EUA

O ministro venezuelano de Energia, Rafael Ramírez, disse neste domingo em Teerã que seu país estuda a possibilidade de interromper o fornecimento de petróleo para os Estados Unidos caso o país mantenha sua atual política de hostilidade contra o governo de Caracas."Se os EUA querem adotar uma política hostil conosco, então interromperemos a exportação de petróleo para este país", ameaçou Ramírez após se reunir com o ministro iraniano de Petróleo, Qassim Vaziri Hamane.As declarações de Ramírez foram dadas durante o anúncio da formação de um comitê conjunto entre os dois países para abordar questões relacionadas à gestão da energia.Segundo a agência Fars, após a reunião de duas horas em Teerã, o ministro iraniano afirmou que o comitê permita que seja acelerada a implementação dos acordos e os entendimentos entre os dois países.Nas conversas mantidas entre os dois foi discutida a cooperação na prospecção de campos de petróleo na Venezuela pela empresa iraniana Petro Pars."A empresa Petro Pars tem atualmente atividades de prospecção e produção de petróleo em um capo petrolífero da Venezuela e em pouco tempo iniciará a prospecção em outro", declarou Hamane.A Petro Pars investirá, na prospecção dos dois campos, um total de US$ 4 bilhões, o seu maior investimento fora do Irã, diz a entidade.Além disso, Hamane disse que nas conversas com Ramírez foram discutidas outras possibilidades de cooperação bilateral."Propusemos que a Venezuela participe das atividades para a construção de uma refinaria conjunta do Irã e da Indonésia neste ultimo país", declarou o ministro iraniano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.