Divulgação
Divulgação

Venezuela cancela turnê nos EUA com maestro Dudamel

Orquestra Nacional Juvenil e o músico venezuelano se apresentariam em quatro cidades americanas; cancelamento ocorre após ele manifestar sua oposição ao governo Maduro

O Estado de S.Paulo

22 Agosto 2017 | 20h26

O maestro venezuelano Gustavo Dudamel, diretor artístico da Filarmônica de Los Angeles, lamentou nesta terça-feira o cancelamento de uma turnê por quatro cidades dos EUA, que faria conduzindo a Orquestra Nacional Juvenil da Venezuela.

O músico venezuelano não detalhou os motivos do cancelamento da turnê, que ocorreu depois que ele se distanciou do governo de Nicolás Maduro. Os concertos, previstos para a segunda semana de setembro, reuniriam quase 200 integrantes da orquestra juvenil do reconhecido Sistema Nacional de Orquestras.

O jornal venezuelano El Nacional publicou que a ordem de cancelamento veio do gabinete da presidência, mas não houve uma confirmação oficial. “Meu sonho de tocar com esses maravilhosos jovens músicos não poderá se tornar realidade – desta vez”, escreveu Dudamel, de 36 anos, no Twitter. Em outra mensagem, ele disse que continuará “tocando e lutando por uma Venezuela e por um mundo melhor”.

O cancelamento ocorreu dias depois de o presidente venezuelano criticar Dudamel por não compreender seu governo. Maduro disse que o músico deveria atuar “com ética” quando “se meter em política”. Em maio, o maestro pediu a Maduro que escutasse “a voz do povo” e manifestou sua oposição à Assembleia Constituinte. 

Em artigo publicado em julho no New York Times, ele disse que os venezuelanos estavam “desesperados pelo reconhecimento de seus direitos iguais e inalienáveis e para terem suas necessidades básicas atendidas”. Dudamel começou a manifestar suas diferenças com o governo após o assassinato do violinista Armando Cañizales, de 18 anos, membro do Sistema Nacional de Orquestras, durante protesto contra Maduro. / AP

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.