Venezuela desiste de reaproximação com os EUA

O governo da Venezuela vai desistir dos esforços para se reaproximar dos Estados Unidos, em protesto a comentários feitos esta semana por Samantha Power, nomeada para ser embaixadora norte-americana na Organização das Nações Unidas (ONU).

Agência Estado

20 de julho de 2013 | 19h33

O Ministério de Relações Exteriores da Venezuela emitiu um comunicado na noite de sexta-feira afirmando que "rejeita categoricamente" a acusação de Samantha, que disse que o governo venezuelano "reprime a sociedade civil". Segundo a chancelaria venezuelana, as ações que foram iniciadas no mês passado para retomar os laços diplomáticos foram interrompidas.

Em junho, o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, se encontrou com seu equivalente venezuelano durante uma assembleia da Organização dos Estados Americanos (OEA), na Guatemala. Após essa reunião, os dois lados esperavam novos avanços. EUA e Venezuela não têm embaixadores entre si desde 2010, mas as relações entre os dois países estão abaladas desde que Hugo Chávez assumiu o poder, em 1999. Fonte: Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.