Venezuela destitui magistrada

Foi destituída a juíza venezuelana que denunciou ter sido pressionada para assinar a medida proibindo Guillermo Zuloaga, dono da TV opositora Globovisión, de sair do país. Alicia Torres disse que foi informada ontem, no Tribunal Supremo venezuelano, que sua designação como juíza provisória tinha sido anulada. A magistrada havia acabado de pedir uma licença médica. Zuloaga, que também é dono de uma concessionária, responde a processo pelos crimes de "usura e armazenamento ilegal de mercadorias" depois que foram encontrados, em uma de suas casas, 24 carros que estariam irregulares. A Globovisión é a única TV crítica ao governo que transmite na rede aberta na Venezuela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.