EFE/ MIGUEL GUTIERREZ
EFE/ MIGUEL GUTIERREZ

Venezuela determina fechamento de fronteira com Brasil por 3 dias

Motivo da decisão é tentar combater o contrabando de notas de 100 bolívares, as quais Nicolás Maduro decidiu tirar de circulação

O Estado de S.Paulo

15 Dezembro 2016 | 08h06

CARACAS - O governo da Venezuela determinou o fechamento da fronteira com o Brasil por 3 dias para combater o contrabando de notas de 100 bolívares, depois que o presidente Nicolás Maduro decidiu tirá-las de circulação, informou a chancelaria em Brasília na quarta-feira.

Segundo o Itamaraty, a embaixada brasileira em Caracas recebeu nota verbal da chancelaria venezuelana informando que a fronteira entre os dois países estaria fechada a partir da meia-noite de terça-feira por um período de 3 dias.

Em comunicado enviado à agência de notícias France-Presse, o Itamaraty afirmou que se trata de uma questão "de aspectos internos do país vizinho" que não cabe ao Brasil comentar o assunto. Também pelo contrabando de notas, a Venezuela havia informado na noite de segunda-feira o fechamento da fronteira com a Colômbia.

Maduro determinou na semana passada a retirada das cédulas de 100 bolívares - as de maior valor - para acabar com as supostas "máfias" que as estariam apreendendo na fronteira com a Colômbia, em um suposto complô orquestrado pelos EUA para "asfixiar" a economia venezuelana, que passar por uma crise grave.

O Brasil, nos Estados do Amazonas e de Roraima, tem uma fronteira comum de 2,2 mil km com a Venezuela. / AFP

Veja abaixo: Maduro tira de circulação notas de 100 para conter 'máfia'

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.