Venezuela doará US$ 5 milhões à Somália

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou na noite de ontem que seu país destinará US$ 5 milhões em ajuda humanitária à Somália, onde milhões de pessoas sofrem as consequências da seca, da fome e da guerra civil. Chávez fez o anúncio direto de Cuba, onde está sendo submetido a um tratamento contra o câncer. "Decidimos enviar US$ 5 milhões para que comprem alimentos rápido e ajudem a combater a morte, a fome, produto do capitalismo selvagem", disse Chávez, por telefone, à televisão estatal venezuelana.

AE, Agência Estado

23 de julho de 2011 | 08h13

A Organização das Nações Unidas (ONU) informou que precisa de US$ 300 milhões em ajuda emergencial para poder conduzir suas operações humanitárias na Somália pelos próximos dois meses.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) considera a seca na Somália e a crise de refugiados provocada pela estiagem "a mais grave emergência humanitária em andamento no mundo". A Cruz Vermelha Internacional adverte que uma em cada dez crianças do sul da Somália sofre de desnutrição aguda. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ajuda humanitáriaSomáliarefugiados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.