Venezuela elege novo conselho eleitoral

O Congresso venezuelano elegeu um novo conselho eleitoral nesta sexta-feira, mantendo um líder e substituindo o resto dos membros da mesa que a oposição havia acusado de estar favorecendo o presidente Hugo Chávez, que está em campanha para se reeleger.O novo conselho é eleito sob as acusações do candidato a presidente pela oposição, Julio Borges. "Não é de um Conselho Eleitoral Nacional justo que este país necessita", disse Borges.A Assembléia Nacional pró-Chávez designou cinco membros para o conselho, reordenando uma autoridade nacional que havia sido nomeada pela Suprema Corte em 2005 A medida que não é muito usada, mas foi necessária pois os partidos não conseguiram entrar em acordo para definir os nomes.Lideres da oposição avisaram que o conselho precisa mostrar imparcialidade para ganhar mais confiança durante uma eleição em que Chávez pretende conseguir um novo mandato de seis anos.Observadores internacionais disseram que as votações passadas foram validas, mesmo assim Chávez acusou a oposição de desistir das eleições pois os líderes sabiam que sofreriam uma derrota "humilhante".A membro do conselho que continuará é Tibisay Lucena, enquanto os outros quatro membros foram substituídos. Os novos fiscais são: German Yepez Colmenares, Janeth Hernandez, Sandra Oblitas e Vicente Diaz. Eles foram escolhidos em uma lista de 126 candidatos.Dentre os novos membros, somente Diaz não teve nenhuma ligação com a agência eleitoral no passado. Yepez foi substituto em 2003, Hernandez já foi membro da mesa no estado de Zulia e Oblitas foi assistente de oficiais eleitorais nos últimos três anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.