Venezuela encosta na Guatemala após sexta rodada de votação na ONU

A Venezuela melhorou seu desempenho na disputa pela vaga da América Latina no Conselho de Segurança da ONU, ao empatar com a Guatemala na sexta votação realizada entre os 192 países que compõe as Nações Unidas. Ambos os países receberam 93 votos.No voto seguinte, no entanto, a Guatemala retomou a liderança por uma pequena margem, e na oitava votação já contava com larga vantagem. Apesar de contar com o apoio da maioria dos países em sete das oito rodadas de votação realizadas até o momento, a Guatemala não conseguiu em nenhuma delas os dois terços necessários para garantir o assento.Segundo analistas, a recuperação parcial da Venezuela na sexta rodada pode tanto ajudar a campanha do presidente venezuelano, Hugo Chávez, por uma vaga no mais poderoso órgão de tomada de decisões da ONU, quanto mostrar que há um impasse na instituição - o que abriria o caminho para uma nova candidatura.Antes do empate, a Venezuela havia ficado atrás da Guatemala durante as cinco primeiras rodadas de votação na Assembléia Geral da ONU.Caso perca a candidatura, Chávez contabilizará uma derrota política significativa no cenário internacional. Nos últimos meses, o presidente venezuelana esteve empenhado em uma campanha para conquistar a vaga. Segundo Chávez, caso levasse o assento, a Venezuela utilizaria o foro para falar em nome dos países pobres e contra os Estados UnidosOs americanos e seus aliados, por sua vez, argumentavam que a presença de um representante de Chávez no Conselho de Segurança poderia desestabilizar e minar a credibilidade do órgão.A Guatemala, cuja candidatura tem o apoio dos Estados Unidos, nunca recebeu mais do que 116 votos. Ainda assim, na primeira rodada de votação, a Venezuela contou apenas com 70 votos.Texto atualizado às 18h19

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.