Venezuela expulsa diretor da Human Rights

A Venezuela expulsou o diretor para as Américas da organização não-governamental Human Rights, Jose Miguel Vivanco, dizendo que ele fez sérias ofensas ao país. Horas antes, a Human Rights havia divulgado um relatório crítico sobre a situação dos direitos humanos na Venezuela. "Não vamos tolerar que um estrangeiro venha aqui tentar manchar a dignidade da Venezuela e de suas instituições", afirmou o ministro da Relações Exteriores venezuelano, Nicolas Maduro. O relatório da Human Rights afirma que o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, vem minando a democracia no país desde que assumiu o poder, há quase uma década.Segundo a ONG, Chávez investe contra a separação de poderes, a liberdade de imprensa e o direito à organização sindical, entre outras acusações. Há ainda acusações de que o líder venezuelano promove perseguições políticas contra funcionários públicos que não são chavistas. As informações são da Associated Press.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.