Venezuela faz raro gesto diplomático aos EUA

A Venezuela fez neste domingo, 19, um raro gesto de abertura diplomática aos Estados Unidos, sugerindo já ser tempo de melhores relações bilaterais. "Nós vamos continuar abertos à normalização das relações com os Estados Unidos", disse o ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Elias Jaua, à emissora Televen. "A primeira coisa deveria ser a retomada do nível mais elevado de representação diplomática", prosseguiu o chanceler.

AE, Agência Estado

19 de maio de 2013 | 20h37

Desde 2010, os dois países não mantêm embaixador em suas respectivas capitais.

As relações mantiveram-se frias após a morte, em março, de Hugo Chávez, crítico mordaz dos EUA. Até agora, o presidente norte-americano, Barack Obama, não parabenizou o sucessor de Chávez, Nicolás Maduro, por sua vitória nas eleições presidenciais de abril.

Apesar da má vontade mútua nas relações bilaterais, a Venezuela exporta diariamente cerca de 900 mil barris de petróleo para os EUA. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
VenezuelaEUAdiplomacia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.