AFP PHOTO / FEDERICO PARRA
AFP PHOTO / FEDERICO PARRA

Venezuela iça bandeira do Mercosul para assumir presidência apesar de impasse

O ato aconteceu um dia depois de os sócios fundadores do bloco concluírem sem consenso uma reunião em sua sede de Montevidéu para definir a passagem da presidência pro tempore

O Estado de S. Paulo

05 Agosto 2016 | 18h25

CARACAS - A chancelaria venezuelana içou nesta sexta-feira, 5, em Caracas, a bandeira do Mercosul para simbolizar o início de seu período na presidência rotativa do bloco, apesar da oposição dos sócios fundadores.

Uma bandeira branca com a logo do organismo foi hasteada na frente da Casa Amarela, sede protocolar da chancelaria, no centro da capital, em um ato liderado pela ministra das Relações Exteriores, Delcy Rodríguez, e um grupo de funcionários diplomáticos, com o hino venezuelano ao fundo.

O ato aconteceu um dia depois de os sócios fundadores do bloco concluírem sem consenso uma reunião em sua sede de Montevidéu para definir a passagem da presidência pro tempore.

O Uruguai encerrou a presidência do Mercosul na sexta-feira da semana passada depois de seis meses à frente do bloco, sem ato de passagem à Venezuela, que por ordem alfabética a seguiria no posto.

No entanto, os governos de Brasil, Paraguai e Argentina não reconhecem o mandato e questionam a administração do presidente Nicolás Maduro pela situação política na Venezuela. Além disso, alegam que Caracas não adequou sua legislação ao bloco, no qual ingressou em 2012. / AFP 

Mais conteúdo sobre:
Venezuela Mercosul

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.