Reprodução
Reprodução

Venezuela investiga morte de animais em zoológico por falta de ração

Governo diz que animais foram assassinados; anta e cavalo apareceram mortos na semana passada

O Estado de S. Paulo

26 de julho de 2016 | 16h30

CARACAS - O Serviço Bolivariano de Inteligência Nacional (Sebin), o órgão de inteligência do governo chavista, foi acionado para investigar a morte de animais no Zoológico de Caricuao, em Caracas, em meio a denúncias de que eles estariam morrendo de fome.  

Segundo o diário Últimas Notícias - alinhado ao governo do presidente Nicolás Maduro - um cavalo e uma anta foram encontrados mortos na semana passada. O Ministro para o Ecossocialismo e Águas, Ernesto Paiva, teve de ir a público desmentir boatos de que os animais morreram por falta de ração.

No programa Punto Crítico, da estatal VTV, o ministro disse que os animais teriam sido assassinados. 

A Venezuela atravessa uma grave crise econômica provocada pela baixa nas reservas cambiais, déficit fiscal, inflação e escassez. Sem acesso a dólares, com exceção feita a itens prioritários e ao pagamento da dívida externa o país enfrenta escassez de diversos tipos de produtos, entre os quais ração para animais. 

O ministro aproveitou a aparição no programa para defender a política ambiental do presidente Nicolás Maduro ao afirmar que 135 jacarés e 19 mil tartarugas foram devolvidos a seus hábitats nos últimos meses. 

Tudo o que sabemos sobre:
ZoológicoVTVVenezuela

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.