Divulgação
Divulgação

Venezuela investiga se Sony tem permissão para produzir série sobre Chávez

Deputado governista Diosdado Cabello afirmou que série 'tenta causar prejuízo à memória' do ex-presidente e escolha de ator que interpretou Pablo Escobar é 'provocação'

O Estado de S. Paulo

12 Maio 2016 | 15h16

CARACAS - O deputado governista Diosdado Cabello, número dois do chavismo na Venezuela, afirmou na noite de quarta-feira, 11, que está investigando se a unidade latino-americana da Sony Pictures Television tem o direito de produzir uma série sobre o falecido presidente Hugo Chávez.

A intenção da série, chamada "El Comandante", é "tentar causar prejuízo à memória do comandante Hugo Chávez, e nós devemos defender Hugo Chávez", disse Cabello durante seu programa de televisão no canal estatal "VTV", após assegurar que está investigando os aspectos legais que envolvem a produção.

Cabello alegou que, para fazer uma produção como esta, o mínimo necessário deveria ser a autorização do personagem ou de seus familiares, algo que, segundo ele, não foi feito no caso o líder socialista.

Além disso, Cabello opinou que a escolha do ator colombiano Andrés Parra, que interpretou Pablo Escobar Gaviria em uma das mais famosas séries sobre a vida do narcotraficante, para que interprete Chávez, é uma "provocação". "Tenho certeza que o imperialismo está metido nisto", disse o deputado governista.

As primeiras notícias sobre a série foram divulgadas recentemente, quando Parra publicou no Twitter uma imagem promocional da série na qual aparecia caracterizado como Chávez junto com a frase: "O poder da paixão e a paixão pelo poder".

O meio especializado "Variety" revelou ontem mais detalhes sobre este projeto televisivo que contempla a produção de 60 episódios de uma hora.

A vice-presidente sênior e diretora-geral de produção da Sony Pictures Television para a América Latina e a comunidade hispânica nos Estados Unidos, Angelica Guerra, detalhou recentemente que esta série é uma das produções mais ambiciosas do canal. / EFE

Mais conteúdo sobre:
Diosdado Cabello Venezuela

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.