Másbuscados/Reprodução
Másbuscados/Reprodução

Venezuela lança site com criminosos mais procurados do país

Projeto terá 236 perfis com identidade e fotos dos suspeitos; país teve mais de 28 mil mortes violentas em 2016

O Estado de S.Paulo

28 Setembro 2017 | 19h25

CARACAS - O governo da Venezuela anunciou nesta quinta-feira, 28, o lançamento de um site com as fotos dos criminosos mais procurados do país. A ação é uma nova tentativa de reduzir a criminalidade no país, uma das mais altas do mundo. 

Um total de 236 perfis, que incluem dados de identidade, fotos e pseudônimo estarão disponíveis na página, chamada de masbuscados.mijp.gob.ve, disse o ministro do Interior e Justiça, Néstor Reverol, em conferência de imprensa. Ele afirmou também que a iniciativa é parte de um plano contra a extorsão e o sequestro.  

++ Mário Vargas Llosa: A Venezuela agoniza

"Esta página fomenta a denúncia e transforma os cidadãos em atores diretos dentro do processo de luta contra os delitos", afirmou Reverol. Em abril de 2016, o ministério do Interior lançou uma conta no Twitter para rastrear delinquentes com ajuda de cidadãos, mas ela já está inativa. 

++ Venezuela: a revolução em perigo

A Venezuela teve 21.752 assassinatos em 2016, o que representa uma taxa de 70,1 homicídios para cada 100 mil habitantes, quase nove vezes maior que a média mundial. A ONG Observatório Venezuelano de Violência (OVV) estima que houve 28.470 mortes violentas em 2016 no país. / AFP

Mais conteúdo sobre:
Venezuela [América do Sul] Twitter

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.