Miraflores Palace/Handout via REUTERS
Miraflores Palace/Handout via REUTERS

Venezuela ordena novo depósito compulsório para bancos

Analistas acreditam que medida impulsionará os créditos e a inflação

O Estado de S.Paulo

04 Setembro 2018 | 00h36

CARACAS - O Banco Central da Venezuela (BCV) ordenou nesta segunda-feira que os bancos mantenham um "depósito compulsório especial", o que segundo analistas impulsionará os créditos e a inflação, que o FMI projeta em 1.000.000% para 2018.

A resolução do BCV indica que esse fundo deverá ser constituído com a totalidade das reservas excedentes acumuladas pelos bancos públicos e privados a partir de 1° de setembro.

Todos os bancos são obrigados a manter no BCV um depósito compulsório legal para atender às  retiradas do público. Os fundos que sobram depois do cumprimento desse requisito constituem as reservas excedentes e se destinam a operações como empréstimos.

Com esta medida "incentiva-se o banco a emprestar mais para diminuir o saldo de reservas excedentes", explicou à AFP o diretor da consultoria Econométrica, Henkel García.

"O incentivo é criar créditos bancários, o que é o mesmo que dizer criação de dinheiro bancário. Tem o Estado criando dinheiro, e também os bancos, e isso impulsiona a inflação", acrescentou García. / AFP

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.