Venezuela passará por longo conflito, diz professor

O professor de Relações Internacionais da Pontifícia Universidade Católica (PUC) e coordenador do Núcleo de Pesquisa da USP, Henrique Altemani de Oliveira, disse acredita que a Venezuela terá um longo conflito pela frente porque às questões sociais e políticas do país não foram resolvidas apesar da saída do presidente Hugo Chávez. Para o especialista, apesar do caráter freqüentemente folclórico do ex-presidente - que chegou a apoiar o dirigente cubano Fidel Castro -, "Chávez iniciou uma série de atos para tentar rever a estrutura social-política da Venezuela o que acabou não agradando as forças mais tradicionais". O professor considera que Chávez levantou interesses das populações não contempladas pela riqueza derivada do petróleo na Venezuela, mas descontentou outros setores.Durante entrevista à Rádio Eldorado AM/SP, o professor Henrique Altemani de Oliveira ressaltou que apesar de ainda ser cedo para prever, acredita que pode haver um conflito entre os dois grupos. Para ele, existe a tendência de que os militares da Venezuela fiquem no poder durante algum tempo, mas destacou que essa situação política afetará mais os países vizinhos ficando num segundo plano no cenário internacional.Leia tudo sobre a crise na Venezuela

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.