Venezuela pode enfrentar novos protestos

Partidários e adversários do governo venezuelano convocaram grandes manifestações para este sábado no país, que tem vivido uma onda de violência nos últimos dias.

AE, Agência Estado

22 de fevereiro de 2014 | 15h05

Um grupo de mulheres partidárias do presidente Nicolás Maduro convocou uma marcha em Caracas. Já a oposição anunciou grandes manifestações em vários pontos do país.

O governador da oposição Henrique Capriles disse que as manifestações serão pacíficas e têm por objetivo demonstrar o descontentamento da população pela elevada criminalidade, a escassez de alimentos e outros problemas na Venezuela.

O presidente Maduro disse que a onda de protestos e confrontos violentos, iniciada em 12 de fevereiro, era parte de uma tentativa da direita de derrubar o governo socialista. Pelo menos 8 pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas na violência política na Venezuela. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
VenezuelaManifestações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.