Venezuela retira do ar RCTV e mais 5 canais de televisão

A rede de televisão venezuelana RCTV, que faz oposição ao governo, e cinco outros canais foram retirados do ar na manhã deste domingo, sob acusações de terem violado regras do governo de Hugo Chávez, disse uma porta-voz da RCTV, Gladys Zapian. Dentre as regras exigidas estão a transmissão de discursos do presidente. Os críticos afirmam que muitos desses discursos, que chegam a se estender por horas, são pura propaganda governamental.

AE-DJ, Agencia Estado

24 de janeiro de 2010 | 13h23

No sábado, a RCTV recusou-se a cumprir a norma, pela segunda vez. "Nós fomos apenas retirados do ar", disse Zapian. "Não houve notificação prévia." O presidente da Câmara Venezuelana de Televisão, Mario Seijas, disse à Associated Press que, além da RCTV, a medida de Chávez atingiu os canais Ritmo Son, Momentum, America TV, American Network e TV Chile.

No discurso de ontem, Chávez dirigia-se a milhares de seguidores no oeste de Caracas, pedindo "lealdade absoluta" e afirmando que carrega em si o coração e a alma do povo venezuelano. "Eu não sou um indivíduo, eu sou o povo", disse Chávez a uma multidão de apoiadores. "É meu dever exigir respeito para as pessoas".

A Venezuela terá eleições legislativas em setembro, nas quais Chávez espera conseguir pelo menos dois terços dos assentos no Congresso, mantendo sua atual maioria.

Tudo o que sabemos sobre:
Venezuelacanais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.