Boris Vergara/Efe
Boris Vergara/Efe

Venezuela se prepara para os funerais de Chávez

Tiros de canhão saúdam o presidente a cada hora; féretro levará corpo de hospital a academia militar

estadão.com.br,

06 de março de 2013 | 11h53

 CARACAS  - A Venezuela começou na manhã desta quarta-feira, 6, a despedir-se do presidente Hugo Chávez, morto ontem em razão de um câncer pélvico. A Força Armada Nacional Bolivariana saudou o líder com 21 tiros de canhão às 8h da manhã (9h30 de Brasília). O corpo do presidente será trasladado do Hospital Militar de Caracas para a Academia Militar, onde será velado por três dias.

Uma multidão deve acompanhar o féretro. Algumas linhas de ônibus de Caracas foram desativadas em razão da grande quantidade de pessoas nas ruas. Segundo o chanceler Elías Jaua, o povo deve ter facilidade para prestar suas últimas homenagens a Chávez. 

A cada hora, até o dia do enterro,  os canhões das Forças Armadas soltarão salvas de 21 tiros para saudar o líder bolivariano. "É uma das honras mais altas ao chefe de Estado", explicou o comandante do Comando Estratégico Operacional (CEO) Wilmer Barrientos. 

O féretro será acompanhado por quatro cavalos do Exército. Em frente ao hospital, venezuelanos fizeram vigília durante toda a noite. 

Líderes latino-americanos já começaram a chegar à Venezuela. A presidente argentina, Cristina Kirchner, e o uruguaio José Mujica foram os primeiros a chegar.

Com Efe

Tudo o que sabemos sobre:
VenezuelaHugo Chávez

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.