Venezuela tem focos de saques e distúrbios

Saques e distúrbios ocorrem em várias regiões do país, apesar de cessada a crise política gerada pela deposição e posterior restituição do presidente Hugo Chávez ao comando do país.O comandante-geral da Guarda Nacional, Francisco Belisario, pediu hoje aos venezuelanos "um esforço conjunto entre população e policiais para evitar que os saques continuem ocorrendo".O comandante da Guarda Nacional admitiu que subsistem "alguns focos de perturbação" na Venezuela e por isso invocou a "paciência, calma e cordialidade de todo o país".Segundo testemunhas do jornalismo local, os saques prosseguem entre as populações de Guarenas e Guatire, regiões próximas de Caracas, assim como em alguns bairros a oeste da capital.Os saques vem sendo feitos desde o meio-dia de ontem, como consequência da queda do governo do empresário Pedro Carmona e a restituição do poder a Chávez na madrugada de hoje.Os distúrbios em Caracas estão sendo registrados desde quinta-feira e já causaram pelo menos 30 mortos e centenas de feridos, disse à ANSA o Defensor do Povo, Germán Mundaraín.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.