Venezuela tem manifestações contra e a favor do governo

Opositores e governistas tomaram neste sábado as ruas da capital da Venezuela, Caracas, em uma nova medição de forças. O país vive uma situação tensa por causa das manifestações contra o governo, que ocorrem há mais de um mês. Na sexta-feira, a administração de Nicolás Maduro obteve uma vitória na Organização dos Estados Americanos (OEA), que insistiu na necessidade de diálogo entre as duas partes.

AE, Agência Estado

08 de março de 2014 | 19h17

Os manifestantes protestaram contra a inflação elevada, problemas de abastecimento de alguns alimentos e bens básicos e o atraso na entrega de divisas por parte do governo, que afeta o ingresso de importados no país. Milhares de opositores realizaram neste sábado a marcha das "Panelas Vazias" no norte da capital, fazendo ruído com caçarolas e cornetas e portando faixas nas quais se lia "Não tem, não tem. Até quando?". A marcha não pode chegar ao seu destino, a sede do Ministério da Alimentação, porque membros da Guarda Nacional, com equipamento antimotim e tanques, bloquearam o acesso ao local.

Maduro compareceria a evento separado em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. O governo convocou uma concentração de apoiadores na Praça Bolívar, no centro de Caracas. Outras autoridades também eram aguardadas no evento.

Marchas contra a escassez de produtos também foram realizadas nos Estados de Zulia, Barinas, Táchira, Carabobo e na ilha de Margarita.

Na sexta-feira, o Conselho Permanente da OEA aprovou uma declaração que conclama todas os envolvidos na situação da Venezuela a respeitar os direitos humanos e as liberdades fundamentais, inclusive as de "expressão e reunião pacífica, circulação, saúde e educação". O documento assinala que o organismo "faz votos de que as investigações tenham uma conclusão rápida e justa", se referindo às 21 mortes em episódios de violência nas mais de quatro semanas de protestos de rua em Caracas e outras cidades do interior do país. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Venezuelaprotestosgovernomaduro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.