Venezuela vai às urnas

Os venezuelanos vão às urnas neste domingo para escolher entre aliados do presidente Hugo Chávez ou oposicionistas para uma série de postos-chave nas administrações regionais. Dezenas de milhares de soldados e policiais estão de serviço, para evitar violência política. Autoridades alertam para a possibilidade de confusão em algumas seções eleitorais, por conta os planos da oposição de se manterem nesses locais até que todos os comprovantes de papel tenham sido emitidos pelas urnas eletrônicas e contados. A Organização dos Estados Americanos e o Centro Carter, que acompanharam e validaram o referendo que confirmou o mandato do presidente Hugo Chávez, não estão presentes no pleito deste domingo, mas mais de 100 observadores internacionais estão no país. Os 14,2 milhões de eleitores venezuelanos registrados escolhem entre mais de 8.000 candidatos que disputam 23 postos de governador e 300 cargos municipais.

Agencia Estado,

31 Outubro 2004 | 09h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.