Venezuela vai nacionalizar plataformas de perfuração de empresa dos EUA

Governo justifica que controle vai impulsionar a produção nacional e fortalecer a soberania petrolífera

Efe,

24 de junho de 2010 | 04h04

CARACAS - O governo da Venezuela, por meio da empresa estatal Petróleos de Venezuela S.A. (PDVSA) farão a nacionalização de 11 plataformas de perfuração da empresa norte-americana Helmerich & Payne (HP), diz nesta quinta-feira, 24, o ministro para Energia e Petróleo, Rafael Ramírez.

O também presidente da PDVSA diz no anúncio durante uma visita no estado ocidental de Zulia, e segundo o comunicado da estatal, destacam que o controle destas plataformas "impulsionará a produção nacional de hidrocarbonetos e fortalecerá a política de plena soberania petrolífera".

Segundo a nota, Ramírez diz que os equipamentos estão sendo utilizados por "setores adversos" do governo do presidente Hugo Chávez para "tentar boicotar a produção de petróleo no país"

"Há um setor dono de plataformas que se nega a discutir as tarifas de serviço com a PDVSA, preferindo guardar os equipamentos em Anaco, estado de Anzoátegui, e este é o caso específico da empresa multinacional norte-americana, Helmerich & Payne", diz o ministro

Ramírez acrescentou que foi solicitado a aprovação de "Declaração de Utilidade Pública" dos equipamentos de perfuração à Assembleia Nacional venezuelana para assumir o controle da plataforma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.