REUTERS/Marco Bello
REUTERS/Marco Bello

Venezuelanos bloqueiam ruas com carros para protestar contra falta de gasolina

País que tem a gasolina mais barata do mundo vem sendo assolado pela escassez intermitente de combustível nos últimos meses

O Estado de S.Paulo

21 Setembro 2018 | 17h56

SAN CRISTÓBAL,VENEZUELA - Dezenas de venezuelanos travaram a cidade andina de San Cristóbal nesta sexta-feira, 21, bloqueando ruas com seus carros para protestar contra a falta de gasolina, que aumenta o sofrimento dos cidadãos do país-membro da Opep já desgastado pela crise.

“Estamos aqui desde a noite de terça-feira esperando um caminhão de entrega, e é inaceitável para nós estar implorando por gasolina em um país rico em petróleo”, disse Maria Auxiliadora Prato, de 68 anos, que interrompeu uma das principais avenidas da cidade com seu carro.

Mais tarde, soldados da Guarda Nacional fizeram os manifestantes retirarem seus veículos do meio da rua, mas venezuelanos revoltados usaram galhos, garrafas, pneus e latas de lixo para deter o tráfego.

“Tivemos de levar nossos travesseiros para o carro para poder dormir durante uma espera de três dias por 40 litros de gasolina”, contou o manifestante Cesar Mendez, de 41 anos, perto de um fila de centenas de carros que esperavam por combustível.

“Não temos dinheiro para comer a carne que o presidente come”, disse Mendez, que aparentava cansaço, em referência ao jantar caro do presidente Nicolás Maduro em um restaurante do chef “Salt Bae” em Istambul, Turquia, neste mês.

A Venezuela, que tem a gasolina mais barata do mundo, vem sendo assolada pela escassez intermitente de combustível nos últimos meses, já que sua indústria petrolífera sofre com a baixa produção e refinarias problemáticas. / REUTERS 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.