Ventos ajudam no combate a incêndio na Califórnia

Uma correnteza de ar úmido vindo do Oceano Pacífico ajudou os bombeiros na luta contra um grande incêndio que atinge as montanhas do sul da Califórnia, nos Estados Unidos. Neste sábado (04), equipes de bombeiros trabalharam para criar quilômetros de linhas de contenção, enquanto as nuvens altas e os ventos quentes e secos dos últimos dias eram substituídos pela corrente de ar normal do Pacífico, reduzindo, significativamente, a atividade do fogo.

AE, Agência Estado

05 de maio de 2013 | 14h45

O incêndio de 111 quilômetros quadrados na extremidade ocidental das montanhas de Santa Mônica havia sido 56% cercado. O progresso fez com que as autoridades levantassem as ordens de desocupação de moradores em várias áreas. Neste domingo, o Serviço Nacional de Meteorologia anunciou que um sistema de baixa pressão que se aproxima trará 20% de chances de chuvas à tarde, com probabilidade de aumentar à noite e nesta segunda-feira (06). Cerca de 2 mil bombeiros usando máquina, tratores e aviões trabalharam para conter o fogo. O incêndio foi apenas mais um dos 680 registrados no Estado este ano, cerca de 200 a mais do que a média. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUACalifórniaincêndio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.