Verdureira taiwanesa está entre ganhadores do Nobel asiático

Uma taiwanesa que vende verduras e legumes e que já doou o equivalente a mais de 230 mil dólares para obras assistenciais infantis foi escolhida nesta quinta-feira como uma dos seis ganhadores deste ano do Prêmio Ramon Magsaysay, uma espécie de Prêmio Nobel asiático.

Reuters

26 de julho de 2012 | 11h11

A Fundação Prêmio Ramon Magsaysay, com sede em Manila, disse que Chen Shu-chu foi premiada por "sua entrega pessoal, que reflete uma compaixão profunda, consistente e discreta, e que já transformou as vidas de numerosos taiwaneses que ela ajudou".

Chen, que estudou apenas até a sexta série e dorme no chão, juntou o dinheiro que ganhou como verdureira e com isso ajudou a construir uma biblioteca e a fornecer alimentos e abrigo a crianças carentes e a famílias desabrigadas por desastres.

"O dinheiro só serve ao seu propósito quando é usado para aqueles que precisam dele", afirmou a comerciante. "Eu me sinto feliz sempre que consigo ajudar os outros."

Outros ganhadores foram o filipino Romulo Davide, que atua no combate a pragas agrícolas; Kulandei Francis, que mantém um grupo comunitário de autoajuda na Índia; Syeda Rizwana Hasan, advogada ambientalista de Bangladesh; o agrônomo cambojano Yang Saing Koma, por seu trabalho no aumento da produção de arroz; e o indonésio Ambrosius Ruwindrijarto, que luta contra a exploração de madeira.

Os ganhadores receberão uma quantia de 50 mil dólares numa cerimônia no final de agosto.

(Reportagem de Manuel Mogato)

Mais conteúdo sobre:
GERALPREMIOASIATICO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.