Versalhes, deslumbrante de novo

O Palácio de Versalhes está recebendo ?135 milhões (cerca de R$ 440 milhões) para reformar e clarear sua fachada, melhorar a segurança e reorganizar os caminhos que os visitantes percorrem através de suas salas douradas, segundo anúncio feito hoje pelo Ministério da Cultura francês.É a mais ambiciosa restauração feita no palácio desde o reinado de Luís-Felipe, de 1830 a 1848, disse o ministro Jean-Jacques Aillagon. As obras começarão este ano e se estenderão até 2009.?O objetivo deste vasto projeto é devolver ao Palácio de Versalhes seu fascínio?, explicou o ministro.A construção do século 17, em um terreno de 815 hectares, conhecida por suas fontes, veredas e jardins geométricos, além da deslumbrante Galeria dos Espelhos que coroa o delírio de grandeza de Luís XIV, é uma das maiores atrações da França. Recebe 9 milhões de visitantes por ano.Agora, serão reformados dos imensos jardins às centenas de batentes de madeira das janelas das fachada. O interior receberá um sistema de alarme contra incêndios mais moderno e as saídas de emergência serão melhoradas.O projeto prevê simplificar as entradas e acrescentar quatro trajetos novos para as visitas através do castelo, para evitar a confusão em que vivem os turistas em meio a várias entradas, algumas para grupos outras para visitantes individuais.O palácio permanecerá aberto durante as obras, que serão financiadas parcialmente pelo setor privado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.