Vestígios de antraz encontrados no Pentágono

A sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, o Pentágono, em Washington, informou que vestígios de antraz foram encontrados em uma central de correspondência do prédio, segundo o site da BBC. É o primeiro caso de antraz na sede das forças militares dos Estados Unidos. Quatro pessoas já morreram no país devido à doença. Um porta-voz do Departamento de Defesa americano afirmou que a área foi descontaminada durante o final de semana e outros exames realizados no local deram resultado negativo. Ele afirmou que os esporos foram encontrados em duas caixas de correio. Uma não estava em uso e a outra tinha sido alugada por um integrante da Marinha. O FBI também está investigando um novo caso de antraz depois que traços da bactéria foram encontrados em uma fita de vídeo enviada do escritório do âncora da rede de televisão NBC, Tom Brokaw, para o escritório do prefeito de Nova York, Rudolph Giuliani. Giuliani disse que a fita, que foi enviada para exames depois que um assistente de Brokaw foi diagnosticado com antraz, estava contaminada. "Nos vários exames que foram feitos, os resultados foram positivos", disse Giuliani no domingo. Os últimos três principais prédios de escritórios da Câmara dos Representantes, em Washington, foram reabertos. O edifício Longworth foi fechado depois que antraz foi descoberto nos escritórios de três deputados no dia 26 de outubro. "Aqueles escritórios vão permanecer fechados", afirmou o tenente Dan Nichols, porta-voz da polícia do Capitólio. O edifício Hart, do Senado e onde foram encontradas as cartas contaminadas enviadas para o senador Tom Daschle, permanece fechado. Segundo a agência de notícias AP, o edifício de nove andares vai ser desinfetado com gás de dióxido de cloro, para exterminar qualquer esporo de antraz sem danificar os documentos, arquivos e obras de arte. Vacinação - Cerca de 140 autoridades de saúde dos Estados Unidos estão sendo vacinados contra varíola, pois há o temor que esse vírus seja usado como arma biológica. Antonio Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas, afirmou que os Estados Unidos precisam se prevenir contra possíveis ataques usando o vírus da varíola, que é muito contagioso. Tecnicamente erradicado em 1979, o vírus da varíola pode ser transmitido facilmente de pessoa para pessoa. No domingo, pequenas quantidades de antraz foram encontradas em uma sala de correspondência no Centro Médico dos Veteranos, em Washington, mas as autoridades afirmam que os 200 pacientes não estão em risco. O centro recebeu correspondência de uma agência de correios que processou a carta contaminada que foi enviada ao senador Tom Daschle. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.