Veterano russo condenado por atentado em cemitério

Um veterano da guerra da União Soviética no Afeganistão foi condenado por executar um atentado a bomba em um cemitério, em 1996. Ele havia sido absolvido num julgamento anterior. Mikhail Smurov, juntamente com outros dois réus, foi inocentado em 2000, mas promotores apelaram do veredicto. Em 2001, a Suprema Corte derrubou a absolvição e exigiu novas investigações. A Corte Civil de Moscou retomou o caso há um ano.Smurov é o único réu do segundo julgamento, no qual foi condenado a 14 anos. Dos outros dois réus, um morreu e o último, fugiu. A explosão pela qual os três foram acusados matou 14 pessoas durante uma cerimônia junto ao túmulo do chefe de um fundo especial de ajuda aos veteranos mutilados na guerra do Afeganistão. O atentado teria sido parte de uma guerra entre duas organizações de apoio aos veteranos, por causa de lucrativas isenções fiscais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.