Veto da Rússia seria falha moral, dizem EUA

A administração Bush disse esperar que a Rússia não cumpra a ameaça de utilizar seu poder de veto no Conselho de Segurança das Nações Unidas para bloquear a nova resolução para o Iraque. Ari Fleischer, porta-voz da Casa Branca, acrescentou, no entanto, que os EUA não têm garantias de que a Rússia não vetará a resolução. "Esperamos que este não seja o caso", disse Fleischer. O porta-voz disse ainda que se a Rússia o fizer, será uma falha moral por parte de Moscou. "Vale lembrar o que ocorreu ao povo em Kosovo. Vale lembrar o que aconteceu ao povo em Ruanda. As Nações Unidas já ficaram de lado enquanto pessoas morriam e a justiça não era feita por causa de vetos e ameaças de veto", disse Fleischer. "Se estiverem prestes a vetar, o que de fato é uma possibilidade, do ponto de vista moral será mais do que um desapontamento. Abandonará milhões de pessoas no mundo e, neste caso, o povo iraquiano, que merece ser livre", disse. Fleischer afirmou que os EUA ainda esperam obter apoio de nove dos 15 membros do Conselho de Segurança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.