Veto distancia Reino Unido da UE, diz diplomata francês

A decisão do Reino Unido de vetar a tentativa da União Europeia (UE) de solucionar a crise financeira na zona do euro pode distanciar os britânicos do núcleo do bloco, avaliou neste sábado o diplomata francês Jean-David Levitte.

AE, Agência Estado

10 de dezembro de 2011 | 16h53

"A distância entre o Reino Unido e o núcleo da União Europeia se tornará maior", avaliou Levitte durante uma conferência internacional em Viena. "Mas esta foi a escolha deles", prosseguiu o diplomata e assessor do presidente da França, Nicolas Sarkozy.

Ontem, o primeiro-ministro da Grã-Bretanha, David Cameron, rejeitou o convite para unir-se aos 26 parceiros de seu país na UE em uma aliança financeira mais rigorosa para preservar a zona do euro. O chefe de governo britânico alegou que tal medida não preservaria adequadamente os interesses nacionais de seu país e cederia demais o controle sobre a regulação interna do setor financeiro.

Na avaliação de Levitte, no entanto, a ausência do Reino Unido não coloca em risco a iniciativa do restante da UE para solucionar a crise da dívida na zona do euro. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
criseUEReino Unido

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.