Veto dos EUA na ONU incita Israel a mais agressões, diz ANP

A Autoridade Nacional Palestina (ANP) lamentou neste domingo, 12, o veto dos Estados Unidos que impediu a aprovação de uma resolução na ONU condenando os últimos ataques israelenses contra Gaza, e afirmou que com isso "mais agressões são encorajadas". "O veto dos EUA à resolução da ONU que condenava os massacres diários de Israel contra o povo palestino, sem sombra de dúvidas, encoraja Israel a realizar mais agressões nos territórios palestinos", disse Nabil Abu Rudeina, porta-voz do presidente da ANP, Mahmoud Abbas. Os EUA vetaram no sábado uma resolução no Conselho de Segurança da ONU que condenava Israel por seus últimos ataques contra os palestinos na Faixa de Gaza, em particular o de quarta-feira passada contra a localidade de Beit Hanoun, onde 19 civis morreram, a maioria deles mulheres e crianças. A resolução foi apresentada pelo Catar, o único país árabe representado no Conselho, e contou com o voto favorável de dez países. Houve quatro abstenções: Reino Unido, Dinamarca, Japão e Eslováquia. O documento teve que ser revisado para obter mais apoio no Conselho e nele se censurava também o lançamento de foguetes de Gaza rumo a Israel. No entanto, o embaixador dos EUA na ONU, John Bolton, rejeitou a resolução por considerá-la "parcial" e "politicamente motivada".

Agencia Estado,

12 Novembro 2006 | 08h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.