'Viagra feminino' é vetado em teste nos EUA

Profissionais da área da saúde rejeitaram hoje, nos Estados Unidos, um novo medicamento destinado a estimular mulheres com libido baixa. Especialistas em saúde reprodutiva da Agência de Drogas e Alimentos dos EUA (FDA, pelas iniciais em inglês) decidiram por 11 votos a zero contra a fibanerina, medicamento submetido a análise pela companhia farmacêutica Boehringer Ingelheim, que tem sede na Alemanha.

AE-AP, Agência Estado

18 de junho de 2010 | 21h02

De acordo com o laudo, trata-se de um antidepressivo sem nenhuma espécie de efeito prático e os benefícios da pílula não superam os efeitos colaterais, entre os quais figuram fadiga, depressão e desmaios. A decisão final da FDA sobre o medicamento deve ser tomada dentro de alguns meses, mas a entidade costuma seguir às recomendações de seus painéis de especialistas.

Com isso, a "pílula rosada" feminina continua sendo uma meta não atingida após uma década de pesquisas por parte de algumas das maiores companhias farmacêuticas do mundo.

Tudo o que sabemos sobre:
viagralibidofemininopílulafibanerina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.