Vice-chanceler alemão ameaça impor sanções à Rússia

A Alemanha reforçou a ameaça de impor novas sanções à Rússia, advertindo que a União Europeia "não vai ficar de braços cruzados" se Moscou atrapalhar a eleição nacional da Ucrânia, marcada para o próximo domingo, 25.

Agência Estado

18 Maio 2014 | 10h46

O vice-chanceler e ministro da Economia alemão, Sigmar Gabriel, disse em uma entrevista publicada pelo jornal "Bild am Sonntag", que a Europa chegará a um "ponto perigoso" se a eleição presidencial da Ucrânia falhar. Presidente do partido social-democrata, aliado da chanceler alemã Angela Merkel, Gabriel teria dito que, caso a eleição seja perturbada por Moscou, a Alemanha teria de avaliar novas sanções contra o país.

Separatistas no leste da Ucrânia, região em campanha para se separar do país e se juntar a Rússia, têm fechado comissões eleitorais locais e intimidado cidadãos ucranianos, de acordo com relatos. O governador pró-Kiev da província de Donetsk,Serhiy Taruta, disse nesta semana que os separatistas estão tentando criar um clima de desconforto e medo. Fonte: Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.