Vice-chanceler assegura que Fidel melhora progressivamente

O vice-ministro de Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez, assegurou neste sábado, 27, à imprensa, na Guatemala, que a saúde do presidente Fidel Castro melhora progressivamente e anunciou que, em breve, o líder reassumirá suas funções. Rodríguez disse aos jornalistas que Fidel se recupera bem, mas em "um processo natural e, portanto, lento", e afirmou que "sua recuperação é progressiva".Segundo o vice-chanceler, o presidente cubano segue as prescrições médicas "e retornará ao exercício pleno de suas funções de Governo assim que os médicos considerarem pertinente". Rodríguez explicou que Fidel Castro está a par dos eventos fundamentais de Cuba e que é consultado sobre as decisões importantes tomadas no país.O vice-chanceler acrescentou que, apesar "dos ataques dos inimigos da revolução cubana, em geral há numerosas demonstrações de afeto e de desejo de recuperação do presidente Fidel, vindas de todos os países do mundo".CirurgiaFidel Castro foi submetido a uma cirurgia em 31 de julho devido a um problema no cólon e, pela primeira vez nos 47 anos em que esteve à frente do Governo da ilha, delegou suas funções a seu irmão Raúl.Bruno Rodríguez negou que Fidel esteja submetido a um isolamento e assegurou que o líder "não apareceu para a imprensa porque está em processo de recuperação".O vice-chanceler esclareceu que, durante o afastamento de Fidel, "não ocorreu nem está nos planos de Cuba uma aproximação diplomática com o Governo dos Estados Unidos".No entanto, manifestou que Havana está disposta a estabelecer uma negociação diplomática com os EUA, sem condições prévias, "baseada no respeito a nossa independência e soberania".Rodríguez liderou a delegação de Cuba que participou da 12ª Reunião Ordinária do Conselho de Ministros da Associação de Estados do Caribe, que foi encerrada na sexta-feira à noite na capital guatemalteca.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.