Vice dos EUA é recebido com festa nas ruas de Kosovo

O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, foi recebido hoje com aplausos e bandeiras por milhares de albaneses étnicos nas ruas de Pristina, capital do Kosovo. A visita de Biden foi a primeira de um alto representante norte-americano desde que Kosovo proclamou sua independência no ano passado, uma medida que a Sérvia promete nunca aceitar. "Os Estados Unidos deixaram claro: o reconhecimento da independência de Kosovo é irreversível", disse o vice-presidente, ao lado de líderes kosovares. "Isso não vai mudar."

AE-AP, Agencia Estado

21 de maio de 2009 | 15h48

Pristina foi decorada com bandeiras, grandes pôsteres e faixas agradecendo Biden e os EUA por seu relacionamento com Kosovo. Muitas pessoas seguravam bandeiras dos dois países. Albaneses étnicos são leais aliados dos norte-americanos porque o país liderou um bombardeio da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) em 1999, que pôs fim à guerra no Kosovo. Biden foi recebido no aeroporto pela recém-formada força de segurança do país e, mas tarde, pelo presidente Fatmir Sejdiu e pelo primeiro-ministro, Minister Hashim Thaci.

Sessenta países já reconheceram a independência de Kosovo, sendo o Bahrein o último deles. A Sérvia e a Rússia se opõem energicamente ao novo Estado. Kosovo é a última parada de uma viagem de três dias de Biden que incluiu a Sérvia e a Bósnia. A visita tem com objetivo mostrar o interesse dos EUA nos Bálcãs.

"Esta é uma oportunidade histórica. Desde a Segunda Guerra Mundial os Estados Unidos e a maioria dos países europeus têm sonhado com uma Europa como um todo, unida e em paz", disse Biden. "Esta é a primeira vez na história em que os Bálcãs estão totalmente incorporados à Europa." Ontem, na Sérvia, Biden se ofereceu para restabelecer as relações entre o país e Kosovo e a ajudar a Sérvia em sua intenção de fazer parte da União Europeia (UE).

Tudo o que sabemos sobre:
KosovoEUAJoe Bidenvisita

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.