Vice dos EUA minimiza comentários de general

O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse que nunca encarou os comentários irônicos do general Stanley McChrystal, que foi exonerado do comando no Afeganistão, como um ataque pessoal, mas como uma reflexão de divergência política sobre o Afeganistão.

AE-AP, Agência Estado

18 de julho de 2010 | 11h46

Biden disse, no programa "This Week", da rede de TV ABC, que a decisão do presidente dos EUA, Barack Obama, de exonerar o comandante depois dos comentários de McChrystal na revista Rolling Stone foi "uma coisa absolutamente necessária a ser feita".

Ele afirmou que McChrystal o via como "inimigo", pois tinha argumentado em favor de uma estratégia "diferente em grau", daquela implementada pelo general. McChrystal foi citado na matéria, ironizando que não conhecia o nome de Biden.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.