Vice-ministro da Defesa de Israel defende diálogo com Abbas

O vice-ministro da Defesa de Israel, Ephraim Sneh, defendeu nesta sexta-feira, 16, a continuidade do diálogo com o presidente palestino, Mahmoud Abbas, apesar da entrada de seu partido, o Fatah, no governo de coalizão liderado pelo movimentoislâmico Hamas.Conversar com Abbas é importante para não fortalecer o Hamas eporque "é preciso dar aos palestinos a sensação de que existe umhorizonte político", disse o vice-ministro. Ele criticou assim arecusa do Executivo israelense a manter contatos com o novo governo palestino.Abbas, líder do movimento nacionalista Fatah, e o primeiro-ministro Ismail Haniyeh, do Hamas, apresentaram na última quinta um governo de união nacional que deve ser aprovado no próximo sábado, 17, pelo Parlamento da Autoridade Nacional Palestina (ANP).O governo israelense anunciou ontem que "não tem intenção deconversar" com o novo Executivo palestino porque ele "não aceita de forma direta ou indireta" as condições do Quarteto de Madri:reconhecer Israel, assumir os acordos assinados e renunciar àviolência.Isto, no entanto, não deve impedir o diálogo com Abbas, disseSneh à rádio pública israelense. "Abbas só poderá vencer o Hamas se dermos força a ele", argumentou.A esquerda israelense defendeu, na quinta, negociações com Abbas e até com os membros do Fatah incluídos no novo governo.O líder da Frente Pacifista israelense Meretz, Iosi Beilin, falouna quarta-feira com Abbas. O presidente palestino confirmou que as negociações com Israel continuarão sendo prerrogativa sua, e não do governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.