Vice-ministro grego renuncia em meio à polêmica do leite

O vice-ministro de Agricultura da Grécia, Maximos Harakopoulos, renunciou ao cargo em meio a uma polêmica sobre o leite. Ele é contra uma proposta para aumentar o tempo que o leite fresco pode permanecer nas prateleiras dos supermercados.

ATENAS, 29 (AE), Agência Estado

29 de março de 2014 | 14h21

Na Grécia, que tem um dos leites mais caros da Europa, o leite pode ficar apenas cinco dias na prateleira, enquanto em outros países do continente o prazo geralmente é de dez dias. Pecuaristas locais temem que a medida fará os preços caírem e podem facilitar importações, fechando postos de trabalho no país.

Mesmo com a renúncia, Harakopoulos disse que votará a favor de um amplo projeto que reúne exigências feitas pelos credores internacionais da Grécia para a liberação de mais ajuda ao país. O projeto deve ser apreciado pelo Parlamento na noite deste domingo e a reforma do leite faz parte do pacote. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Gréciapolíticarenúncia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.