Vice-prefeito de Cabul é detido por corrupção

Wahabuddin Sadat foi detido e liberado após pagar fiança; prefeito já foi condenado há 4 anos de prisão

EFE,

13 de dezembro de 2009 | 07h59

O vice-prefeito de Cabul, Wahabuddin Sadat, foi detido na noite de sábado, 12, no aeroporto da capital afegã, quando retornava de Meca, informou neste domingo à Agência Efe o vice-procurador geral do Estado, Sayed Fazel Ahmad Faqiryar.

 

Acusado de corrupção, Sadat foi detido pela Polícia aeroportuária quando voltava de uma peregrinação anual à cidade sagrada de Meca, na Arábia Saudita. No momento, ele está sob a custódia da polícia em um centro de detenção da capital, disse Faqiryar.

 

Além de Sadat, outros três funcionários da Prefeitura são acusados em um caso de corrupção, entre eles o prefeito, Abdul Ahad Sahebi, quem já foi condenado por um tribunal a quatro anos de prisão.

 

Segundo um documento da Promotoria, Sahebi, que ficou em liberdade após pagar fiança e não abandonou o cargo, foi condenado por um desfalque de cerda de US$ 16.500 nos cofres públicos.

 

Um secretário da Prefeitura também pegou dois anos de prisão por estar envolvido no mesmo caso. O quarto acusado é um prestador de serviço que está na Arábia Saudita e é tido como um foragido.

 

Nos últimos meses, as potências estrangeiras, com os Estados Unidos à frente, criticaram duramente o Governo afegão, de quem cobraram empenho no combate à corrupção no país.

 

O presidente afegão, Hamid Karzai, em seu discurso de posse no último dia 19, prometeu "acabar com a cultura da impunidade e a violação da lei, e levar à Justiça os envolvidos na propagação da corrupção".

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistãocorrupção

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.