Vice-premiê de Israel condena discurso de Ahmadinejad

O vice-primeiro-ministro de Israel, Silvan Shalom, disse nesta terça-feira que o discurso do presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, na conferência da Organização das Nações Unidas (ONU) contra o racismo foi "vergonhoso".

AE-AP, Agencia Estado

21 de abril de 2009 | 09h54

Shalom afirmou que o Irã "está tentando fazer tudo que puder para eliminar Israel do mapa e, ao mesmo tempo, enfraquecer os regimes moderados árabes muçulmanos no Oriente Médio". E ele insistiu: "Israel continuará existindo".

Na segunda-feira, Ahmadinejad acusou Israel de ser "o regime mais cruel e racista" em seu discurso na conferência, em Genebra.

Tudo o que sabemos sobre:
ONUIsraelAhmadinejad

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.