Vice-premiê havia prometido abolir anuidade do ensino

O anúncio do aumento nas anuidades colocou o vice-primeiro-ministro da Grã-Bretanha, o liberal Nick Clegg, em uma situação especialmente delicada. Clegg havia feito da abolição das anuidades universitárias uma das principais bandeiras de sua campanha. Clegg foi uma das revelações da eleição de maio, que o sagrou como peça-chave para a coalizão do primeiro-ministro David Cameron.

NYT, O Estado de S.Paulo

11 de novembro de 2010 | 00h00

A oposição atacou duramente a mudança de posição do liberal. "Em abril, ele disse que elevar as anuidades para 7 mil libras seria um desastre. O que diria ele sobre elevá-las a 9 mil?", provocou a líder da oposição trabalhista no Parlamento, Harriet Harmon.

Clegg respondeu ter sido obrigado a tomar a decisão por causa de seus compromissos com a coalizão governista e pela saúde fiscal e financeira da Grã-Bretanha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.