Vice-presidente colombiano critica "afronta" de Al Gore

A decisão do ex-vice-presidente americano Al Gore de não participar de um fórum em Miami devido à presença do presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, foi uma afronta ao governante e ao povo colombianos, disse nesta sexta-feira, 20, em Bogotá o vice-presidente Francisco Santos. Para ele, o ato de Gore foi "uma afronta e um equívoco"."Não se pode brincar com a dignidade nacional, como ele fez agora, usando elementos irracionais", afirmou Santos, numa entrevista à rede "Caracol Rádio".O americano se negou a participar do Fórum Verde, organizado em Miami pela revista "Poder". Ele alegou que sua presença não seria apropriada devido ao escândalo provocado pelas denúncias de ligações de políticos colombianos com os paramilitares das Autodefesas Unidas da Colômbia (AUC).Santos disse que Gore "deveria pensar duas vezes antes de tomar uma decisão dessas, que não é só uma afronta ao presidente Uribe, mas à Colômbia"."É muito provável que ele esteja pensando em ser candidato democrata à Presidência americana", acrescentou o vice-presidente colombiano.O que está em jogo "é uma briga entre republicanos e democratas,uma batalha campal", continuou Santos. Para ele, a Colômbia foi vítima de "um combate".O vice-presidente convocou os colombianos a "fazer um grande evento popular, em massa, de desagravo ao presidente Uribe".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.