Vice-presidente da Colômbia sofre de câncer de próstata

O vice-presidente da Colômbia, Angelino Garzón, anunciou nesta segunda-feira que tem câncer de próstata e já iniciou a radioterapia para eliminar o que ele afirmou ser um tumor microscópico.

AE, Agência Estado

22 de outubro de 2012 | 14h18

Garzón, um ex-líder sindical, completa 66 anos na semana que vem. Essa não é a primeira vez que ele tem problemas de saúde desde que chegou ao cargo, em 2010. O político já por uma cirurgia no coração e sofreu uma hemorragia cerebral da qual ainda está recuperando-se. O câncer "em nenhum momento causaria a minha morte", afirmou ele em comunicado.

O vice-presidente sugeriu que pode vir a renunciar. "A esta altura de minha vida, repito, não posso me aferrar ao cargo (...) sou plenamente consciente que devo deixar nas mãos da Constituição e da lei tudo que for relacionado com o presente e futuro do vice-presidente da Colômbia", disse Garzón.

A notícia chega menos de um mês depois do presidente do país, Juan Manuel Santos, ter anunciado que estava com câncer de próstata. O tumor foi removido no dia 03 deste mês e o presidente já retomou seus afazeres. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Colômbiavice-presidentecâncer

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.