AFP PHOTO / Johan ORDONEZ
AFP PHOTO / Johan ORDONEZ

Vice-presidente da Guatemala deixa o cargo após escândalo de corrupção

Ex-assessor é acusado de liderar esquema para receber propinas

Estadão Conteúdo

10 de maio de 2015 | 09h05

CIDADE DA GUATEMALA- A vice-presidente da Guatemala, Roxana Baldetti, deixou o cargo neste sábado, após sua renúncia ser aceita pelo Congresso. Ela disse que está abrindo mão de sua imunidade em função de possíveis processo de corrupção e prometeu colaborar com as investigações, apesar de negar qualquer irregularidade. Uma decisão da Justiça a impede de deixar o país.

Um ex-assessor de Roxana, Juan Carlos Monzón Rojas, é acusado de ser o líder de um esquema para fraudar o Estado ao aceitar propinas em troca de conseguir tarifas aduaneiras menores para os envolvidos. Ele está foragido a acredita-se que já tenha deixado o país. Após a renúncia da vice-presidente, centenas de pessoas foram às ruas comemorar. O presidente do país, Fernando Otto Pérez Molina, deve enviar nos próximos dias ao Congresso uma lista de três candidatos para assumir a vice-presidência. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Guatemalavicerenúnciacorrupção

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.